Gary Larson, um cartunista genial

armadilha

aproveitando que escrevi semana passada sobre cartuns, hoje vou escrever sobre meu cartunista favorito – e pouco conhecido no Brasil: Gary Larson.

conheci seu trabalho em uns livros de uma série chamada “The Far Side Gallery” que meus pais tinham em casa, quando ainda era pré-adolescente. o que mais me chamou a atenção é seu traço simples e seu senso de humor negro.

Gary nasceu em Washington e, formado em comunicação, se tornou cartunista antes dos 20 anos, mandando algumas amostras do seu trabalho para jornais de Seattle. mas foi só quando ele começou a desenhar para o San Francisco Chronicle que seu trabalho, então entitulado The Far Side, ficou conhecido no país todo. seus cartuns foram publicados de 1980 a janeiro de 1995, quando Larson se aposentou. ele achava que suas ideias estavam se tornando repetitivas e não queria entrar para o que ele chamava de “cemitério dos cartuns medíocres”!

os temas ilustrados por Larson eram surreais, mostrando cenas absurdas e relativizando a existência de humanos e animais sob um ponto de vista irônico (como o desenho acima). vale dizer que, para complementar a renda de cartunista iniciante, Larson chegou a trabalhar como investigador de crueldades na Humane Society.

peixes

é nessa pegada o livro que vou sugerir a seguir, Tem um cabelo na minha terra! Uma história de minhoca (Cia. das Letrinhas, 2000), que ele escreveu bem depois de se aposentar. o livro conta a história de um minhoco que descobre um cabelo no seu prato de terra fresca. ele reclama do cabelo para os pais, e também da sua vida. aí, seu pai resolve contar a ele a história de uma menina que passeia por uma floresta idílica (ou não) e o que ela encontra pelo caminho. com muito humor e ironia, Larson desmistifica o que humanos acreditam ser a vida de minhocas, pássaros e insetos e acaba por apresentar outra relação entre nós e os chamados “seres insignificantes”.

é um daqueles livros para serem lidos por crianças e também por adultos, e interpretado em diversos níveis!

para quem se interessar, a Cultura também vende os livros da série The Far Side Gallery (são 5 e mais alguns extras), mas são todos importados e sem tradução para o português. eu, vocês sabem, acho que sempre vale à pena para curtir e, de quebra, aprender ou aprimorar o inglês!

boa leitura e boas risadas!

humanos

Tem um CABELO na minha terra!

  Tem um CABELO na minha terra! Uma história de minhoca

  Gary Larson (trad. Heloisa Jahn)

  Cia. das Letrinhas, 2000

  64 páginas

  r$ 35 (na Cultura e no site da Cia. das Letras)

Anúncios
Categorias: demais livros, livros, livros infantis | Tags: , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

palpita aí!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Mães Loucas

porque "mãe louca" é redundância.

Mãe-solteira recém-casada

porque "mãe louca" é redundância.

porque "mãe louca" é redundância.

Mamatraca

porque "mãe louca" é redundância.

bora.ai blog

bora aí blog - dicas

Minha Mãe que Disse!

porque "mãe louca" é redundância.

Pequena que pariu

porque "mãe louca" é redundância.

O Blog da Sofia

Tudo sobre bebês e ser mãe, da gravidez ao nascimento do filho.

%d blogueiros gostam disto: