Independência precoce

Oi pessoal! Tudo bem???

Aqui não…. Meu filho resolveu ficar indepedente antes da hora e isso está me enlouquecendo…

Explico: meu marido trabalha em um acampamento e as crianças vivem isso desde que nasceram. Sabem que é um lugar muito legal para passar as férias, fazer amigos, mas que lá os pais não podem ir. Durante as temporadas de férias (que acontecem em janeiro e julho), me organizo no trabalho para passarmos alguns dias e as crianças poderem matar um pouco das saudades do pai, ainda que no meio da correria. E assim, aproveitam para brincar e ver os primos, que também ficam por lá nesse período.

Desta vez não foi diferente. Semana passada fomos para o acampamento na quinta-feira e ficamos até domingo. Excepcionalmente desta vez, meu marido estava na unidade em que ficam os pequenos de 5 a 10 anos, e o Eric pela primeira vez poderia sentir o que era uma temporada de férias. Assim que chegamos, encontrou o primo e sumiu. Passei a vê-lo apenas nas refeições, banho e hora de dormir. Eu estava preocupada que ele pudesse atrapalhar o andamento da equipe, afinal ele estava com a turma dos meninos de 9 anos, mas logo foi “adotado” e participou das atividades.

Eric e Andrezao

Comecei a sentir no ar um movimento “nossa, ele já está super adaptado, poderia fazer a 3ª temporada de férias…” Mas eu tinha certeza que ele não aceitaria – afinal seriam 7 dias sem a mamãe na hora de dormir – e estava tranquila. Até que ele foi questionado a respeito e aceitou com um sonoro e empolgado sim!

Acreditando ser apenas emoção do momento, expliquei que ele teria que tomar banho, se trocar, organizar as coisas e limpar o bumbum sozinho; que ele ficaria 7 dias longe da mamãe, da irmã e do papai (já que ele estaria na outra unidade com as crianças maiores), iria dormir sozinho com os amigos e não poderia falar comigo ao telefone, apenas e-mail. Foi o único momento em que ele olhou pra mim com ar preocupado e respondeu: “mamãe, mas eu não sei escrever…”

Minha vontade era falar “ta vendo, filhinho, não dá pra você ir, melhor ficar em casa comigo são e salvo”, mas, como num flashback, lembrei o que eu já havia lido sobre criar os filhos pro mundo e blá blá blá, veio uma força lá de dentro do meu eu mais íntimo e respondi: “não se preocupe, peça para o monitor escrever o que você quiser falar pra mim e ele irá te ajudar”. E ele abriu um grande sorriso, estufou o peito e saiu andando, feliz da vida. Nesse momento ele tinha ficado grande…

Imediatamente me lembrei de um post que eu tinha lido recentemente, relatando a experiência da Lilian, do blog A Pequena que Pariu, que mandou a filha de 6 anos ao acampamento da escola por 2 dias. Abri o computador e entrei no blog para reler os posts do antes e depois da viagem (vejam aqui e aqui, porque vale a pena!) em busca de calma e sabedoria para lidar com a situação.

Quando a escola organizou o primeiro passeio da classe do Eric, ele tinha pouco menos de 2 anos e surtei, porque meu marido achou muito importante para a independência esse momento longe dos pais. Fui falar com a diretora, com a professora, quis saber quais crianças iriam, sobre o transporte, a alimentação, a duração do passeio, pesquisei o lugar na internet e, com todas essas informações, tentei convencer meu marido de que o Eric era muito novo para tal passeio. Em vão…

Mas agora a situação é bem diferente. Meus dotes investigativos não podem ser aplicados, pois eu conheço o lugar, quem trabalha lá e tenho a maior confiança. Há 10 anos acompanho os “bastidores” do acampamento e vejo a seriedade do trabalho realizado.

Sempre soube que o Eric, cedo ou tarde, faria sua primeira temporada, mas foi cedo demais! Ele só tem 4 anos, a idade mínima é 5 e não quero forçar uma situação. Ele ainda precisa de ajuda em coisas básicas como se trocar e tomar banho, mas ele está tão feliz e seguro que fica dificil argumentar contra.

Me lembro de ir uma vez a uma colônia de férias da escola, passar o fim de semana, acho que eu tinha uns 9 anos. Para acampamento, fui apenas na comemoração da formatura da 8ª série. Mas isso não era uma rotina, nem eu tinha 4 anos.

Tentei discutir com o marido a respeito, mas ele teve essa vivência de acampamento desde muito cedo. Ele conta sua experiência com tanto orgulho e paixão que até a mãe mais protetora ficaria tentada a mandar seu filho nas férias. Realmente é um lugar incrível e todos que já estiveram contam suas aventuras com a mesma emoção.

Mas, voltando à realidade, ao mesmo tempo que fico orgulhosa em ver o Eric empolgado com sua primeira viagem, não há como não me preocupar:

  • será que vai comer?
  • conseguir organizar as roupas, tomar banho?
  • vai acompanhar as atividades, chorar na hora de dormir?

Já preenchi mil formulários, Eric também teve que preencher o dele. (Havia uma pergunta sobre o que ele acha que vai gostar menos do acampamento, e ele respondeu “tomar banho e arrumar a cama”. Já posso imaginar o cascão fugindo da água…). Recebi o documento de orientações gerais sobre a temporada e o que levar. Praticamente um manual de instruções, que está sendo seguido à risca! Iniciei a marcação das roupas e pertences com o número de inscrição: segundo o Eric “20 mil, zero zero um”, ou melhor, 20.001.

Das minhas amigas, sou pioneira nessa aventura, quando o que eu mais queria era poder passar a mão no telefone e poder perguntar: “E aí, como foi? Me dá uma dica?”

Por ora, é isso. Queria compartilhar com vocês a minha angústia! Faltam apenas 5 dias… Confesso que não chorei, tenho segurado bastante, mas o nó na garganta não se desfez até agora…

Beijo e até semana que vem, no meio da temporada!

Almoço dos times

Anúncios
Categorias: acampamento, passeios, viagens | Tags: , , , | 20 Comentários

Navegação de Posts

20 opiniões sobre “Independência precoce

  1. Samantha

    Amei o post sobre acampamento, e mesmo com o Lucca com 2 anos, já tô sofrendo !! Espero que ele só invente isso lá pelos 7 !! haha

    • Oi Samantha!
      Espero que o Lucca cresça na hora certa! Mas se ele for um doidinho como o Eric, estou por aqui, pode gritar!! rsrs

  2. Amanda Grispino

    Fê, dará tudo certo! E quando ele voltar – intacto e super feliz por ter vivido esse momento, pode ter certeza que seu coração encherá de amor e orgulho….
    Seu Pequeno está crescendo…

  3. Sumô

    Pode deixar com a gente! Tenho certeza q ele vai adorar, e q a mãe vai superar. Afinal, qual a outra opção??? rs…

  4. Geila

    Te entendo, mesmo os meus estando aqui, fico com o coração apertadinho de vontade de estar com eles lá fora, nas atividades, enfim… Mas, preciso ser bastante sincera, não vejo a hora da Luna se inscrever!!! kkkkkk Estarei por aqui, de plantão…..

  5. Ida Maria Zoellner (Zô)

    Minha nora querida, confesso que quando o Kito me disse que o Eric poderia fazer a terceira temporada, perguntei: “A Fê vai encarar?” Achei que você fosse vetar. E veja bem, apesar de já ter vivido isso, saber que estará em excelentes mãos, vai aproveitar, etc e tal, eu não a condenaria caso tivesse vetado. Sei como “dói” ceder a alguns desejos dos nossos tesouros. Costumo dizer que o cordão umbilical é mal cortado, ao nascer. Além da alegria pelo nascimento do nosso bebê, estamos anestesiadas; portanto aquele corte não dói. Já os inúmeros cortes ao longo da vida, doem pra valer! Mas, como fazem parte do crescimento deles, nós enfrentamos. O Eric não poderia ter mãe e pai melhores!

  6. Vivi

    Que máááááááximo…..agora é que precisamos mesmo marcar um encontro…quem sabe o Eric contamina a a Maria Clara com essa idéia!!!! segura a onda amiga…..bjus carinhosos

  7. Naira Fukui

    Boa sorte…e conta tudo no blog para acompanharmos !

  8. Lilian

    Oi Fernandaaaaaa!!!! Te achei! rsrsrsr Tô doida para saber notícias do primeiro acampamento do Eric! bjo!

    • Oi Lilian!!! Postei hoje sobre o meio da temporada….. Quero falar com vc sobre essa experiencia e outras coisinhas mais! Bjos!!!

  9. Gabriela

    Nossa gente…. será que é tão duro assim???? Na minha época de cça era tão fácil hahaha são uma das melhores memórias da minha infância rsrsrs Vou perguntar para minha mãe como era para ela; para mim era ótimo!!!! Só diversão… mas lembro que ia com os amiguinhos da escola… Precisamos montar um com o pessoal da Capítulo 1… quem sabe um pacote!

  10. Gabriela

    Quem sabe a viagem da primeira formatura rsrsrsrs

  11. Pingback: Acampamento da Turma da Mônica e Promoção Mães Loucas! | Mães Loucas

palpita aí!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Mães Loucas

porque "mãe louca" é redundância.

Mãe-solteira recém-casada

porque "mãe louca" é redundância.

porque "mãe louca" é redundância.

Mamatraca

porque "mãe louca" é redundância.

bora.ai blog

bora aí blog - dicas

Minha Mãe que Disse!

porque "mãe louca" é redundância.

Pequena que pariu

porque "mãe louca" é redundância.

O Blog da Sofia

Tudo sobre bebês e ser mãe, da gravidez ao nascimento do filho.

%d blogueiros gostam disto: