Sobre o prazer da leitura e outros incentivos

Um dos passeios que mais gosto de fazer até hoje é ir à livraria. Sempre gostei. Estar rodeada de livros é viver as milhares de possibilidades que as histórias têm para mim, e isso me dá uma sensação de liberdade sem igual. Desde pequena penso nos livros como portais para dimensões inimagináveis, onde a gente descobre pessoas novas, lugares diferentes e vive histórias incríveis.

Por conta disso, meu passeio preferido com as crianças é ir à livraria. E hoje em dia vários estabelecimentos se deram conta de que eles têm que adequar o ambiente aos seus mini-leitores. Então, existem múltiplas opções de livrarias divertidas, coloridas e aconchegantes com espaços dedicados especificamente às crianças. E como elas se divertem nesses lugares mágicos!

Talvez por não serem mais espaços exclusivos de adultos, meio escuros, silenciosos e sisudos, as livrarias caíram no gosto de crianças e adolescentes, onde eles se sentem livres para separar alguns títulos, deitar no chão ou sentar em poltronas, esparramar as escolhas à volta e mergulhar na leitura lá mesmo! Além de ser muito divertido, é um ótimo exercício de independência para nossos filhos: ao invés de serem constantemente ‘presenteados’ com volumes escolhidos por seus pais e outros parentes mais velhos, as crianças agora têm a liberdade de explorar os conteúdos de diversos livros e escolher suas próprias preferências.

Esse exercício de emancipação é excelente para a autoestima da criança, e é também uma nova descoberta para os pais atentos: é possível perceber as preferências de assuntos, de tipos de encadernação, de ilustrações, entre diversos outros fatores, de seus filhos. Uma visita à livraria pode ser uma aula sobre o que seu filho está aprendendo, quais são seus interesses e como ele se comporta em relação ao momento da leitura. E insights como esses têm o poder de aproximar pais e filhos!

Na sua próxima ida ao shopping ou num simples sábado nublado, leve seu pequeno leitor para passear numa livraria. Deixe-o correr solto pelos corredores e incentive-o a folhear quantos livros quiser. Crie intimidade entre a criança e os livros, permita que ela se aproxime das páginas com curiosidade e coragem. Dê liberdade a ela para que crie seus próprios hábitos de leitura e faça suas escolhas. Aposto que meia dúzia de visitas como essas às livrarias são capazes de incentivar a leitura mais que 365 noites de livros somente lidos pelos pais!

Falando em 365 noites, na última visita à livraria minha filha escolheu “365 histórias para dormir, volume 1”. É uma compilação de histórias reeditadas pela Disney com datas específicas para a leitura (o livro começa com uma história para ser lida no dia 1º de janeiro e termina com uma história para o dia 31 de dezembro, sem esquecer os anos bissextos!). assim, papais e mamães não se perdem na leitura e só repetem histórias se seus ávidos ouvintes assim desejarem!

Bom passeio e boas leituras!

  365 histórias para dormir, vol. 1

  Disney Enterprises

editora DCL, 1ª edição, 2012

368 páginas

  r$49,90 (Saraiva)

 

Anúncios
Categorias: livros, livros infantis, passeios | Tags: , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

palpita aí!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Mães Loucas

porque "mãe louca" é redundância.

Mãe-solteira recém-casada

porque "mãe louca" é redundância.

porque "mãe louca" é redundância.

Mamatraca

porque "mãe louca" é redundância.

bora.ai blog

bora aí blog - dicas

Minha Mãe que Disse!

porque "mãe louca" é redundância.

Pequena que pariu

porque "mãe louca" é redundância.

O Blog da Sofia

Tudo sobre bebês e ser mãe, da gravidez ao nascimento do filho.

%d blogueiros gostam disto: