Sobre os livros e a importância de modelos saudáveis

Era uma vez, uma menina. Ela era normal, tinha pais normais e vivia uma vida normal. Um dia, ela aprendeu a ler sozinha – quer dizer, tão sozinha quanto qualquer criança aprende qualquer coisa sozinha.
Daí, ela passou a reparar que seu pai estava sempre às voltas com livros: livros abertos em cima da mesa, com palavras compridas e fotos estranhas, livros dentro da mala, livros no carro, livros na cabeceira da cama. Sua mãe também estava sempre acompanhada de livros; menores, com capas mais coloridas e letrinhas pequenas, e quase sempre ao redor da sua cama.
A menina nunca ouviu dos pais ou de ninguém (que ela se lembre, pelo menos) sobre a importância dos livros e da leitura, sobre como ela ‘tinha’ que ler e o que aconteceria a ela se não lesse. Ela simplesmente cresceu vendo as pessoas lerem. E, sendo assim, os livros se tornaram sua companhia também.
Primeiro foram os gibis, com seus desenhos divertidos e palavras simples. Depois, junto com os gibis, vieram livros mais grossos, com menos ilustrações (depois ela veio a aprender que os desenhos num livro são chamados assim) e com histórias mais longas e complexas. Com o tempo, os livros passaram a acompanhá-la também quando saía de casa, dentro da mochila, fazendo o caminho parecer mais curto, a espera mais breve. E a vida, mais divertida.
Ela não sabe dizer desde quando – embora pareça desde sempre – só sai de casa com pelo menos um livro. Às vezes debaixo do braço, outras vezes dentro da bolsa, hoje em dia até dentro de um aparelho eletrônico (que dá para levar vários livros sem pesar nada!). Sair de casa sem um livro é ter a certeza de perder preciosos minutos olhando paredes na sala de espera de um consultório, limpando as unhas esperando um ônibus, conversando sobre banalidades com desconhecidos na fila da padaria. E como hoje o tempo para leitura anda sumido da sua rotina diária, qualquer minuto a sós com um livro é sagrado.
Hoje esta menina tem filhos pequenos (e não é mais uma menina). Ela não pretende conversar com eles sobre a importância dos livros e sobre os malefícios de não terem o hábito da leitura. Aliás, ela ainda não criou o hábito de se sentar com eles para lerem um livro (como seus pais também não faziam, até onde ela se lembra). Mas, curiosamente, seus meninos são fascinados pelos livros. Por enquanto, por ainda não saberem ler, qualquer livro parece interessante: os grossos, os coloridos, os em idioma estrangeiro, os grandes, os de borracha. Os livros, para eles, são objetos encantadores!
Quem poderia adivinhar que, simplesmente assim, sem apologias ou idealismos, aquela menina estaria ensinando seus meninos sobre a maravilha da leitura apenas… lendo?

20120924-232452.jpg

Anúncios
Categorias: geral | Tags: , , , | 4 Comentários

Navegação de Posts

4 opiniões sobre “Sobre os livros e a importância de modelos saudáveis

  1. Pati

    Mamis, adorei!!! Um sintese de algo muito importante para a galera, sem deixar a poesia de lado… perfeito!!!
    Poderiam indicar uns livros imperdíveis???

    • oi Pati! obrigada pelo elogio!
      hoje em dia é muito difícil falar em ‘livros imperdíveis’ em meio a tanta coisa sendo publicada ou relançada. talvez imperdível mesmo seja ir à livraria com as crianças, deixar que elas escolham alguns títulos, fazer um ‘test drive’ lá mesmo para ver se a história chamou a atenção deles ou não, e – mais que tudo – escolher temas que sejam condizentes com aquilo que você quer passar para seus filhos.
      tem gente que acha que os clássicos de Perrault, Andersen, Grimm, por exemplo, são essenciais; já outras pessoas acham que os contos de fadas são retrógrados. tem quem queira discutir assuntos-tabus, como a morte, com as crianças desde pequenas, enquanto outras preferem temas mais leves como ‘pum’. rs
      às terças-feiras a Má vai dar dicas de livros para mães, pais e/ou crianças. fique ligada!
      beijo.

  2. Adorei, queridas! Parabéns pela iniciativa! Mais uma mãe muito louca para acompanhar! Beijos. Aline, da Antônia e do Bernardo.

palpita aí!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Mães Loucas

porque "mãe louca" é redundância.

Mãe-solteira recém-casada

porque "mãe louca" é redundância.

porque "mãe louca" é redundância.

Mamatraca

porque "mãe louca" é redundância.

bora.ai blog

bora aí blog - dicas

Minha Mãe que Disse!

porque "mãe louca" é redundância.

Pequena que pariu

porque "mãe louca" é redundância.

O Blog da Sofia

Tudo sobre bebês e ser mãe, da gravidez ao nascimento do filho.

%d blogueiros gostam disto: