Posts Marcados Com: bebe

7 sinais de que seu filho te ama!

bom dia, pessoal!

outro dia recebi um email do site Babycenter.com que continha uma lista com os 7 sinais de que seu bebê te ama. confesso que, enquanto a página carregava, pensei “ah, vá? não precisa de sinais para uma mãe saber que seu filho a ama.” cética que sou, já torci o nariz antes mesmo de ler… mas foi começar a ler que a imagem do Caetano já me veio à cabeça e comecei a chorar de emoção! hahaha

tudo bem que estou puérpera, totalmente à mercê dos hormônios e do cansaço, e até comercial de McDonald’s me faz chorar. mas ler esses “sinais” pensando no seu filho é mesmo muito emocionante!

depois vi que tem outras listas assim: 7 sinais de que seu filho pequeno te ama, 7 sinais de que sua criança te ama e alguns outros. como tenho filhos em várias idades (hahaha!), encaixei cada um dos 3 numa das listas e me emocionei 3x!

vou traduzir abaixo as 3 listas das quais meus filhos fazem parte. se quiser ler o original, veja o site aqui. a cada item, lembre da carinha do seu filho e emocione-se você também!

7 sinais de que seu bebê te ama

ele te olha direto nos olhos: recém-nascidos amam olhar para rostos, e o seu é o favorito dele. aquela encarada emocionada é um instinto de sobrevivência projetado para atrair amor e atenção do cuidador, diz a neurocientista Lise Eliot. mas também é o começo do amor dele por você – ele está percebendo o quão importante você é na vida dele.

ele reconhece seu cheiro: dada a escolha entre uma dúzia de rosas perfumadas e sua camiseta suada e manchada de leite, seu bebê vai escolher a camiseta todas as vezes. “mesmo um bebê de 1 semana vira a cabeça na direção de um absorvente de seio embebido em leite materno”, diz Eliot. para seu recém-nascido, nada cheira melhor do que você.

ele sorri para você: a primeira vez que seu bebê te dá um fabuloso sorriso verdadeiro é um momento mágico. é seu jeito de dizer “eu te amo”. {ploft, morri!}

ele conversa com você: os primeiros sons do seu bebê serão dirigidos a você ou a outro cuidador de confiança, diz Eliot – ele não começa conversando consigo mesmo. ele usa essa linguagem primordial (chamada protoconversação) para entrar em contato com você, então responda de volta! vocês dois estarão preparando a base para conversas de verdade mais tarde.

ele te quer por perto: mais ou menos na metade do primeiro ano do seu bebê, você perceberá que ele não fica feliz com sua ausência. pode ser que ele faça cara feia ou chore quando você sair do quarto, e ele sorrirá quando você voltar – um sinal do seu apego crescente.

ele compartilha dos seus interesses: seja uma exibição de luzes de Natal ou a roupa suja, tudo que você examinar seu bebê fará o mesmo. chamado de atenção mútua, esse comportamento pode começar quando seu bebê tiver apenas alguns meses de idade, mas é mais pronunciado entre 9 e 12 meses. “é um sinal de que seu filho está conectado a você e que ele valoriza o que prende sua atenção”, diz o pediatra Harvey Karp. {quem lembra dele põe o dedo aqui!}

ele te usa como escudo: não se surpreenda se seu bebê enterrar a cabeça no seu peito quando alguém novo aparece em cena. “ansiedade do desconhecido” é uma fase normal, e correr para você por proteção significa que seu bebê te ama e confia em você para mantê-lo a salvo.

7 sinais de que seu filho pequeno te ama

ele imita seu rosto: suas expressões faciais são mais contagiosas para seu filho do que o mais novo vírus da creche. é por isso que frequentemente ele sorrirá quando você sorrir ou parecerá ansioso quando você estiver com medo. esse espelhamento começa no período de recém-nascido, mas aumenta dramaticamente entre as idades de 9 e 18 meses, diz Karp.

ele aprende com você: como seu filho de 1 ano reagiria a um elefante fritando um ovo na cozinha? grandes chances de que ele olharia para você. o mundo pode ser um lugar confuso e surpreendente para seu pequeno, e ele usa suas reações para compreendê-lo. ele te ama e confia na sua opinião.

ele imita seu comportamento: seu filho tenta abrir a porta com suas chaves? ele “arruma” seu cabelo no espelho igual a você? “dizem que imitação é a forma mais sincera de elogio – mas para crianças pequenas também é uma forma sincera de respeito e amor”, diz Karp.

ele se conecta a você: o vem-e-vai que começou durante a primeira infância está muito mais sofisticado agora. sua criança pequena quer responder suas perguntas, ver sua reação ao que está fazendo e te contar (do seu modo particular) suas ideias. conhecido como atenção social recíproca, este é um sinal do apego e da confiança da sua criança pequena em você.

ele te usa como base: em um ambiente novo, sua criança pequena pode alternar entre explorar e correr de volta para se aconchegar no seu colo. é um sinal de confiança e apego, diz a psicóloga Linda Acredolo. você é um lugar seguro e tranquilizador para ele retornar.

ele se volta a você para resgatá-lo: vocês estão passeando no parque quando um cachorrão corre na direção da sua criança pequena. ele abre os braços para você pegá-lo no colo e segurá-lo perto de si. ele confia que você vai ajudá-lo, e isso é um modo de demonstrar amor, diz a educadora Mary Sheedy Kurcinka.

ele busca conforto em você: seu filho pequeno pode te dar a mão para você beijar seu machucado ou ele pode chorar para você abraçá-lo quando ele tropeça nos degraus. ele sabe que pode contar com você para conforto, diz Acredolo – e ele confia em você o suficiente para te dizer quando ele precisa disso.

7 sinais de que seu filho maiorzinho te ama

ele faz manha: você se vira para conversar com um amigo no playground e seu filho começa a agarrar brinquedos e jogar areia. se ele não tiver sua atenção positiva, ele preferirá sua atenção negativa a nada. “eu chamo isso de a lei da batata frita murcha”, diz Karp. “do ponto de vista do seu filho, uma batata frita murcha é melhor do que nada”. ainda que seja frustrante, esse comportamento é outro sinal do quão importante você é para o seu filho.

você é seu modelo: assim como nos primeiros anos, seu filho gosta de imitar exatamente o que você faz – mas essa imitação começa a ficar mais avançada. você o verá fazendo “um telefonema importante” enquanto martela o teclado do seu “computador” ou mesmo xinga enquanto dirige seu carrinho de brinquedo (ops!). “para seu filho, você é uma estrela do rock”, diz Karp.

ele faz declarações verbais de amor: finalmente! aos 3 ou 4 anos, seu filho pode começar a expressar seu amor com palavras de verdade. você pode ouvir “eu te amo, mamãe” ou “sua pele é tão macia”, ou mesmo “quero me casar com você e ficar junto para sempre”. todas elas significam a mesma coisa.

ele te conforta: seu filho pode te surpreender com sua empatia. talvez ele te ofereça seu cobertor especial quando ele te vê chorando, ou te dê um beijo quando você se machuca. ele está imitando o modo como você o trata quando ele se machuca ou fica triste. isso é, em parte, uma técnica de sobrevivência, diz Acredolo. você é o mundo do seu filho e ele não gosta que esse mundo fique “quebrado”, então ele tenta consertar as coisas. mas é também muito bonitinho!

ele tenta te magoar com palavras: o amor não deveria machucar, mas quando se trata dos seus filhos, às vezes ele machuca. se você desapontar seu filho ou magoá-lo, ele pode revidar com um insulto como “mamãe é um cocô” ou mesmo o temido “te odeio!”. não é divertido ouvir isso, mas – sim – é mais evidência do quanto seu filho se importa com você. Karp explica: “um insulto é um modo mais conciso de dizer ‘você é tão importante para mim que consegue me magoar mais do que qualquer outra pessoa, então eu quero te magoar de volta’”.

ele te dá presentes: pode ser que você receba flores colhidas do jardim, uma pedrinha brilhante, um auto-retrato em giz de cera ou um “sunday de chocolate com marshmallow” feito de água de banho e bolhas de sabão. os presentes engraçados e emocionantes do seu filho são um meio de te mostrar que você é especial.

ele comemora sua volta: depois de um tempo separados, seu filho provavelmente vai te dar um tratamento VIP, te abraçando e te mostrando suas conquistas. Bônus: isso vai acontecer mesmo que ele tenha gritado quando você partiu!

(fonte: Babycenter.com)

Categorias: geral | Tags: , , , , | 1 Comentário

Já ouviu falar? Técnica de auto-salvamento aquático para bebês

Olá pessoal!!!

Hoje foi dia de loucura: rodizio, troca de carro com meu marido para levar as kids no inglês, pegar carro de volta durante o inglês, enfim, coisas de mãe / esposa / trabalhadora que a gente sabe bem como é…

O fato é que encontrei meu sogro e ele mencionou um vídeo que compartilhou no facebook sobre uma técnica que ensina bebês de 6 meses à crianças de 6 anos a não se afogarem caso caiam numa piscina. E la fui eu investigar!!! O vídeo que eu falei é esse abaixo:

Achei o vídeo impressionante… sem falar no sangue frio da família em filmar uma cena dessas, não????

O fato é que inevitavelmente lembrei daquele acidente, ocorrido no fim do ano passado, em que um menino de 3 anos foi encontrado morto na piscina de uma escola de alto padrão em São Paulo, após a aula de natação. Dei uma surtada…

Meus filhos fazem natação há pouco mais de um ano e tenho acompanhado a evolução deles, em especial do Eric, que mal entrava na água parecia gato fugindo do banho e agora já arrisca muitas braçadas sem bóia. Ele até consegue “se virar” dentro de uma piscina, mas a Luna, sem bóia, nem pensar!!!

Percebi que sempre tive a preocupação de colocá-los na natação o quanto antes pois “é um esporte completo”, “toda criança precisa saber nadar” mas nunca me veio à cabeça que eles mesmos já poderiam evitar um afogamento, caso caíssem na piscina sem bóia, com tão pouca idade.

Pesquisando a respeito, descobri o site da empresa Infant Swim e vi que eles estão chegando no Brasil também com o nome de ISR Brasil.

Segue um trecho da apresentação da empresa na pagina inicial do site:

“Basta um segundo para uma criança cair na água, afogar-se ou ficar com lesões permanentes. Com a técnica de auto-salvamento e sobrevivência aquática da InfantSwimmingResource ® , bebés desde os 6 meses de idade aprendem técnicas que lhes permitem superar situações de perigo na água, proporcionando-lhes confiança e segurança.

Diferente de outros programas tradicionais de natação, a ISR combina aulas seguras de natação com técnicas de auto-salvamento para bebés e crianças, estimulando-os e contribuindo para o desenvolvimento pessoal.

As técnicas de auto-salvamento aquático da  ISR, são produtos de mais de 40 anos de pesquisa e desenvolvimento, e  consiste na abordagem mais segura para  o auto-salvamento aquático no mundo. Focada nos  estágios de desenvolvimento de seu filho, a preparação de cada lição da ISR é personalizada de acordo com as habilidades de seu filho na água.”

Preenchi o formulário no site para receber maiores informações sobre essa técnica, valores, local, etc e depois conto aqui!

E ai, o que acharam? Já tinham ouvido falar sobre isso? Muita neurose da minha parte? Palpitem ai!

Grande bjo e até o próximo post!

Categorias: geral | Tags: , , , , , , , , | 3 Comentários

Blog no WordPress.com. O tema Adventure Journal.

porque "mãe louca" é redundância.

Diário Grávido

porque "mãe louca" é redundância.

porque "mãe louca" é redundância.

Mamatraca

porque "mãe louca" é redundância.

Bebê com Estilo

porque "mãe louca" é redundância.

bora.ai blog

bora aí blog - dicas

Minha Mãe que Disse!

porque "mãe louca" é redundância.

porque "mãe louca" é redundância.

miturista

Viajar não é luxo, é necessidade!

O Blog da Sofia

Tudo sobre bebês e ser mãe, da gravidez ao nascimento do filho.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.814 outros seguidores